O meu Sonho é estudar!

O Meu Sonho é estudar!

O projecto “O Meu Sonho é Estudar” surge após a verificação, in loco, que em Guiné – Sanfim e Bissau, as taxas de abandono escolar eram exageradamente elevadas.
As causas prendem-se com um ensino publico deficiente (estado não aposta na educação, não paga a professores, não cria infra-estruturas) e um ensino privado não acessível a todos (dificuldades económicas, famílias numerosas, discriminação das mulheres…).
É neste contexto que Surge “O Meu Sonho é Estudar”, para permitir aos estudantes guineenses (devidamente selecionados pelo parceiro Orbis no terreno) com potencial para serem agentes de mudança, que continuem os seus estudos. O projeto centra-se no apoio financeiro para o pagamento das propinas.
Em Portugal pretende-se sensibilizar a população escolar para as desigualdades mundiais e a necessidade/responsabilidade de fazerem algo para as atenuar.

O meu sonho é estudar

Objectivo geral
Melhoria do sector educativo de Safim e Bissau, de acordo com o 2º Objectivo ODM, contribuindo para a equidade de acesso (3º ODM).

Objectivos específicos
> Apoio financeiro a estudantes de Safim e Bissau;
> Qualificação de mão-de-obra;
> Dinamização económica e social de Safim e Bissau;

Grupo alvo
>Directo: adolescentes e jovens de Safim e Bissau

> Indirecto: familiares dos jovens, comunidade de Safim e comunidade de Bissau.

Como?
Idealmente o projecto é desenvolvido nas turmas ao longo de 3 anos. Podendo, também, as turmas optar por num único ano, angariar os fundos suficientes para o pagamento das propinas ORBIS – Cooperação e Desenvolvimento de 3 anos.
 
O Projecto destina-se aos 7º e 10º anos e consiste no pagamento das propinas de um aluno guineense durante 3 anos (75 euros/ano).
 
 

Actividades

  •  Acção de sensibilização nas escolas secundárias públicas e privadas de Aveiro (das respectivas turmas do 7º, 8º, 9º, 10º, 11º e 12º ano), para encontrar turmas (professores) e alunos interessados em ajudar os estudantes de Safim e Bissau.
  • Acção de sensibilização nas universidades públicas e privadas para encontrar professores e estudantes interessados em ajudar os jovens de Safim. Contactar os gabinetes de relações internacionais, e sectores de acção social das universidades.
  • Fazer o levantamento de toda a informação contida nas cartas dos alunos que se pretende ajudar.
  • Atribuir um estudante a cada turma aderente e formalizar com a escola o processo de apoio aos respectivos estudantes guineenses (enquadrados em projectos da escola ou em alguma disciplina específica).
  • Atribuir estudantes a cada universidade aderente e formalizar processo de apoio.
  • Recolher o dinheiro das escolas e universidades e Encaminhar o dinheiro para os parceiros no terreno, que procederão à sua distribuição.
  • As irmãs da Missão Católica recolherão os documentos comprovativos da matrícula e de conclusão do ano escolar e enviar- nos-ão para a ORBIS, que os encaminhará para as escolas e universidades envolvidas no projecto.